Vai na boa!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

A boa da Semana


Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_jv_news/helper.php on line 238
Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.com

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_jv_news/helper.php on line 269

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_jv_news/helper.php on line 101
  • A boa da semana

    Locutor: Festival Sesc de Inverno apresenta: show de Kleiton e Kledir, às 20 horas, no Sesc, com ingressos entre 5 e 20 reais. E mais, Orquestra Ciclophonica, às 15 horas,…

bt ouca ao vivo

As mais Pedidas

  • 10º - Henrique e Diego - Suite 14

    E vai ver, que o frio é maior
    Quando eu não for mais seu cobertor
    Nem ouvir minha voz dizendo, já é hora acorda amor
    Ainda é tempo pra nós, seu lugar é aqui nem passou
    Nem vai passar,
    Quando a gente ama é assim

    Briga, separa, quebra a cara e volta a ver
    Que sem o outro a vida é tão sem graça
    Me liga agora, tô te esperando
    Vou te contar o que eu tô imaginando

    Suíte 14, banheira de espuma
    Nós dois se amando e a lua por testemunha
    Jantar à luz de vela, champanhe com cereja
    E a vida inteira nosso amor de sobremesa

    (Mc Guimê)
    É, de sobremesa cê vem curtindo
    Mulher, mas que beleza te ver sorrindo

    É o que me faz ver o dia mais lindo
    Viver em paz, nós dois num só caminho
    Vou de mansinho, ouça, te amo, odeio, mas mesmo assim
    quero você
    Só você pra me ganhar com um olhar
    Contigo até me perco, te dou o direito de me achar

    Briga, separa, quebra a cara e volta a ver
    Que sem o outro a vida é tão sem graça
    Me liga agora, tô te esperando
    Vou te contar o que eu tô imaginando

    Suíte 14, banheira de espuma
    Nós dois se amando e a lua por testemunha

    Jantar à luz de vela, champanhe com cereja
    E a vida inteira nosso amor de sobremesa

    Suíte 14, banheira de espuma
    Nós dois se amando e a lua por testemunha
    Jantar à luz de vela, champanhe com cereja
    E a vida inteira nosso amor de sobremesa

    E a vida inteira nosso amor de sobremesa

    (Mc Guimê)
    Quer ser durona, mas é sensível como um vidro
    Se emociona com nós se amando em uma hidro
    É como o brilho de uma estrela que brilha da ilha particular
    Você merece o melhor, então vem aqui buscar!

     
  • 9º - Gigantes do samba - Lembrou de mim né?

    Lembrou de mim né?
    E agora você vem me provocando
    E implorando meu perdão
    Não me esqueceu né?
    Quanto mais te desejei você brincou
    Magoou meu coração

    A saudade machucou, maltratou me incomodou
    Me tirou a calma, me feriu a alma como fogo me queimou
    Coração dilacerado você mexeu com o meu passado
    Eu envelheci até me perdi tentando te encontrar!

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?
    Lembrou de mim né?

    É, Lembrou de mim né? Não me esqueceu
    Pois saiba agora que aquele encanto desapareceu
    Amor que era puro, amor que era quente
    Vocês mulheres sabem como maltratar a gente
    Usam e abusam da sensualidade
    Pra mim já deu hein e pra você é só saudade
    Saudade da pegada que ninguém te deu
    Fica querendo eu

    Lembrou de mim né?
    E agora você vem me provocando
    E implorando meu perdão
    Não me esqueceu né?
    Quanto mais te desejei você brincou
    Magoou meu coração

    A saudade machucou, maltratou me incomodou
    Me tirou a calma, me feriu a alma como fogo me queimou
    Coração dilacerado você mexeu com o meu passado
    Eu envelheci até me perdi tentando te encontrar!

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?

    Não me esqueceu
    Da pegada que ninguém te deu Lembrou de mim né?
    E agora você vem me provocando
    E implorando meu perdão
    Não me esqueceu né?
    Quanto mais te desejei você brincou
    Magoou meu coração

    A saudade machucou, maltratou me incomodou
    Me tirou a calma, me feriu a alma como fogo me queimou
    Coração dilacerado você mexeu com o meu passado
    Eu envelheci até me perdi tentando te encontrar!

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?
    Lembrou de mim né?

    É, Lembrou de mim né? Não me esqueceu
    Pois saiba agora que aquele encanto desapareceu
    Amor que era puro, amor que era quente
    Vocês mulheres sabem como maltratar a gente
    Usam e abusam da sensualidade
    Pra mim já deu hein e pra você é só saudade
    Saudade da pegada que ninguém te deu
    Fica querendo eu

    Lembrou de mim né?
    E agora você vem me provocando
    E implorando meu perdão
    Não me esqueceu né?
    Quanto mais te desejei você brincou
    Magoou meu coração

    A saudade machucou, maltratou me incomodou
    Me tirou a calma, me feriu a alma como fogo me queimou
    Coração dilacerado você mexeu com o meu passado
    Eu envelheci até me perdi tentando te encontrar!

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu

    Lembrou de mim né?
    Não me esqueceu né?

    Não me esqueceu
    Da pegada que ninguém te deu


     
  • 8º - Anitta e Ferrugem - Namorado

    Amigos por muito tempo
    Vivemos tantos momentos
    Eu me lembro muito bem
    Risadas, tantas histórias guardadas na minha memória
    Eu me lembro muito bem

    Não sei, talvez, pensei, você e eu
    Ir mais, ser mais, ter mais
    Não sei, pensei

    Se você deixar eu posso me tornar seu namorado
    A muito tempo eu sonho em ter você
    Mas, se você quiser
    Eu tento preservar nossa Amizade
    Mas sinto que não vou voltar atrás
    aahh

    Risadas, tantas histórias guardadas na minha memória
    Eu me lembro muito bem
    Não sei, talvez, pensei, você e eu
    Ir mais, ser mais, ter mais
    Não sei, pensei

    Se você deixar eu posso me tornar seu namorado
    A muito tempo eu sonho em ter você
    Mas, se você quiser
    Eu tento preservar nossa Amizade
    Mas sinto que não vou voltar atrás
    aahh

    E quantas vezes eu sofri calado
    Como naquela vez que conheci seu namorado
    Eu precisei sorrir com lágrimas no olhar
    E quando você perguntou a minha opinião
    Se era ele o cara certo pra entregar seu coração
    Foi quando eu percebi e decidir falar

    Se você deixar eu posso me tornar seu namorado
    A muito tempo eu sonho em ter você
    Mas, se você quiser
    Eu tento preservar nossa Amizade
    Mas sinto que não vou voltar atrás
    aahh


     
  • 7º - Ta na Mente - Displicente

    A convivência está ruim
    Sei que é uma fase ou algo assim
    Mas toda vez que entro no quarto
    Perde o sono e quer sair
    Chego na sala e também sai
    Finge que liga pros seus pais
    Vamos vivendo esse teatro dia após dia

    Somos dominados pelo apego
    Mas assim não vamos ter sossego
    Nós queremos tempo, mas ninguém quer confessar
    Preferindo nos calar

    Eu vi você chorando através do espelho
    Estava assustada, com os olhos vermelhos
    Já não se cuida como antigamente, displicente
    Mas entre amigos age com naturalidade
    Mantendo as aparências pra sociedade
    Duas verdades que não se combinam
    E esse clima faz o amor perder

    Somos dominados pelo apego
    Mas assim não vamos ter sossego
    Nós queremos tempo, mas ninguém quer confess
    ar
    Preferindo nos calar

    Eu vi você chorando através do espelho
    Estava assustada, com os olhos vermelhos
    Já não se cuida como antigamente, displicente
    Mas entre amigos age com naturalidade
    Mantendo as aparências pra sociedade
    Duas verdades que não se combinam
    E esse clima faz o amor perder

    E pra reverter
    Tem que entender
    Que esse clima faz o amor perder
    E nos faz sofrer
    Tente entender
    Que esse clima faz o amor perder


     

     
  • 6º - Fundo de Quintal - Só felicidade

    To feliz, em saber que você vai bem
    Ter problema é normal, todo mundo tem
    Mas tem que saber contornar, Tem que aprender resolver
    Nunca se desesperar, esse exemplo é você

    E agora que esse vendaval passou
    E aquele semblante de paz voltou
    Não deixe de agradecer Deus em primeiro Lugar
    O Sofrimento acabou, hoje é só comemorar

    Já que você tá tão feliz, da um grito
    Solta o riso, não disfarça
    Já que você tá tão feliz, faz a festa
    Cai no samba, Extravasa


     
  • 5º - Harmonia do Samba - Quebrou a cara

    Te dei meu coração,
    Já mandei cartas
    Te dei flores e você ainda quer brigar comigo?
    Hum hum
    Eu me humilho me declaro e você em troca só me dá castigo?
    Huu hum
    Eu não aguento não
    O meu pobre coração
    Hoje acordei mais cedo
    Me olhei pelo espelho e vi
    Tava morrendo de amor
    Quando digo que é verdade você diz que estou mentindo

    Eu resolvi parar
    Dá um basta nisso de uma vez por todas
    Por favor não ligue, já estou com outra
    Que me dá carinho, amor e atenção
    E você não deu não
    Sua mãe falou
    Que quando me perdesse iria dar valor
    Falei que não é digna do meu amor
    Pagou pra ver quebrou a cara
    Huu Hum


     
  • 4º - Ludmilla - Hoje

    Hoje, é hoje, é hoje, é hoje!
    Hoje eu tenho uma proposta
    A gente se embola
    E perde a linha a noite toda

    Hoje eu sei que você gosta
    Então vem cá encosta
    Que assim você me deixa louca

    E faz assim
    De um jeito com sabor
    De quero mais sem fim
    Não fala nada e vem
    Que hoje eu tô afim
    Eu tô na intenção de ter você pra mim
    Só pra mim

    E hoje você não escapa
    Hoje vem que a nossa festa
    Hoje eu tô querendo te pegar de novo

    Hoje ninguém dorme em casa
    Hoje vai ser meu brinquedo
    Hoje por que eu quero te pegar gostoso

    Hoje você não escapa
    Hoje vem que a nossa festa
    Hoje eu tô querendo te pegar de novo

    Hoje ninguém dorme em casa
    Hoje vai ser meu brinquedo
    Hoje por que eu quero te pegar gostoso

    Hoje, é hoje, é hoje
    Eu tô querendo te pegar de novo
    Hoje, é hoje, é hoje
    Eu tô querendo te pegar gostoso

    Hoje eu tenho uma proposta
    A gente se embola
    E perde a linha a noite toda

    Hoje eu sei que você gosta
    Então vem cá encosta
    Que assim você me deixa louca

    E faz assim
    De um jeito com sabor
    De quero mais sem fim
    Não fala nada e vem
    Que hoje eu tô afim
    Eu tô na intenção de ter você só pra mim
    Só pra mim

    Hoje você não escapa
    Hoje vem que a nossa festa
    Hoje eu tô querendo te pegar de novo

    Hoje ninguém dorme em casa
    Hoje vai ser meu brinquedo
    Hoje por que eu quero te pegar gostoso

    Hoje você não escapa
    Hoje vem que a nossa festa
    Hoje eu tô querendo te pegar de novo

    Hoje ninguém dorme em casa
    Hoje vai ser meu brinquedo
    Hoje por que eu quero te pegar gostoso

    Hoje, é hoje, é hoje
    Eu tô querendo te pegar gostoso
    Hoje, é hoje, é hoje
    Tô querendo te pegar de novo

     
  • 3º - Negra Li e Projota - O homem que não tinha nada

    O homem que não tinha nada acordou bem cedo
    Com a luz do sol, já que não tem despertador
    Ele não tinha nada então também não tinha medo
    E foi pra luta, como faz um bom trabalhador

    O homem que não tinha nada enfrenta um trem lotado
    Ás 7 horas da manhã com um sorriso no rosto
    Se despediu de sua mulher com um beijo molhado
    Pra provar do seu amor e pra marcar seu posto

    O homem que não tinha nada tinha de tudo
    Artrose, Artrite, Diabetes, e o que mais tiver
    Mas tinha dentro da sua alma muito conteúdo
    E mesmo sem ter quase nada, ele ainda tinha fé

    O homem que não tinha nada, tinha um trabalho
    Com um esfregão limpando aquele chão sem fim
    Mesmo que alguém sujasse de propósito o assoalho
    Ele sorria alegremente e dizia assim

    Refrão
    O ser humano é falho
    Hoje mesmo eu falhei
    Ninguém nasce sabendo
    Então me deixe tentar!

    O homem que não tinha nada
    Tinha Marisete, Maria Flor, Marina, Mário
    Que era o seu menor
    Um tinha 9, uma 12 e outra 17
    A de 40 sempre foi o seu amor maior

    O homem que não tinha nada tinha um problema
    Um dia antes, mesmo, foi cortada a sua luz
    Subiu no poste, experiente, fez o seu esquema
    E mais à noite reforçou o pedido pra Jesus

    O homem que não tinha nada seguiu sua trilha
    Mesmo caminho, mesmo horário, mas foi diferente
    Ligou pra casa pra dizer que amava sua família
    Acho que ali já pressentiu o que vinha na frente

    O homem que não tinha nada
    Encontrou outro homem que não tinha nada
    Mas esse tinha uma faca
    Queria o pouco que ele tinha, ou seja, nada
    Na paranoia, nóia, quem não ganha te ataca

    O homem que não tinha nada agora já não tinha vida
    Deixou pra trás três filhos e sua mulher
    O povo queimou pneu, fechou avenida
    E escreveu no asfalto: Saudade do Josué

    Refrão
    O ser humano é falho
    Hoje mesmo eu falhei
    Ninguém nasce sabendo
    Então me deixe tentar!

    Então me deixe tentar... então me deixe tentar
    Então me deixe tentar... então me deixe tentar


     
  • 2º - Belo e Ludmilla - Não quero mais

    Mais uma vez você mudou
    E a gente não se fala mais
    Da outra vez, você jurou
    Que o que passou ficou pra trás
    Eu avisei que era melhor
    Esquecer e só viver em paz
    Cadê você?
    Que deu um nó
    Cria os sonhos e depois desfaz

    Mas te confesso que um beijo
    Já me desperta, o desejo do que a gente faz
    Mas, se for pra ser desse jeito
    Sem compromisso eu respeito
    Mas não quero mais

    Eu não quero mais
    Te amar demais, me entregar demais
    Pra você dizer que tanto faz
    Eu não quero mais, não quero mais
    Eu não quero mais
    Te amar demais, pra sofrer demais
    Por alguém que diz que tanto faz
    Eu não quero mais, não quero mais

    Mais uma vez o nosso amor
    Se perdeu porque eu falei demais
    Mais uma vez não dei valor
    E você quer me deixar pra trás
    Sem teu calor, tudo é pior
    Tua indiferença dói demais
    Cadê você?
    Meu grande amor, eu prometo que não erro mais

    E te confesso que um beijo
    Já me desperta, o desejo do que a gente faz
    E se for pra ser do seu jeito
    E só dizer eu aceito pra te ver em paz

    Eu não quero mais
    Te amar demais, me entregar demais
    E depois dizer que tanto faz
    Eu não quero mais, não quero mais, nunca mais
    Eu não quero mais
    Pra sofrer demais
    E dizer meu bem que tanto faz
    Eu não quero mais, não quero mais, nunca mais

    Eu tô aqui, só a dois passos de você
    Você ta aí, a dez mil milhas pra entender
    Pra decidir, se vai fugir ou vai querer

    Eu tô aqui, a um passo de te esquecer
    Você ta aí, a um segundo de ver que eu sou capaz
    De dizer não quero mais

    Eu não quero mais
    Me entregar demais
    E depois dizer que tanto faz
    Eu não quero mais, não quero mais, nunca mais
    Eu não quero mais
    Te amar demais, pra sofrer demais
    Por alguém que diz, que diz, que tanto faz
    Não quero mais


     

     
  • 1º - Luan Santana - Escreve aí

     

Enquete do dia

Quando você termina um relacionamento você acha que a pessoa fica livre pra ficar com qualquer pessoa, inclusive seu melhor amigo (a)?
 

Vistos Recentemente


Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_mostread/helper.php on line 79

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_mostread/helper.php on line 79

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_mostread/helper.php on line 79

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_mostread/helper.php on line 79

Warning: Creating default object from empty value in /home/terefmco/public_html/terefm/modules/mod_mostread/helper.php on line 79